Pesquisar este blog

sábado, 24 de março de 2012

O Último dos Moicanos - Soundtrack


O Último dos Moicanos (The Last of the Mohicans) é um épico de aventura de 1992, dirigido por Michael Mann (Fogo Contra Fogo, Colateral) e estrelado pelo vencedor do Oscar Daniel Day-Lewis (Em Nome do Pai, Gangs de Nova York) e pela bela Madeleane Stowe (Os Doze Macacos, A Filha do General).



Baseado no livro homônimo de James Fenimore Cooper, o filme, vivenciado no século 18, conta a historia de um homem branco que, criado por índios moicanos, se apaixona pela filha de um oficial britânico em meio à guerra entre ingleses e franceses pelas posse das terras norte americanas.



A trilha sonora foi composta pela dupla Trevor Jones e Randy Edelmam (Coração de Dragão, Dragon - A História de Bruce Lee) e foi indicada ao Globo de Ouro de 1993. Vale à pena conferir O Último dos Moicanos - Soundtrack.

sábado, 10 de março de 2012

Frase

"Podemos até discordar de certos gostos e opiniões, mas devemos respeitar as diferenças."

quinta-feira, 1 de março de 2012

Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras


Desconfiado que o maquiavélico Professor James Moriarty (Jared Harris) está ligado a uma série de assassinatos, o astuto detetive Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) parte numa jornada repleta de mistério, perigo e aventura em busca da verdade, e contando com a ajuda do seu inseparável amigo Dr. John Watson (Jude Law) e da misteriosa cigana Simza (Noomi Rapace), Holmes tentará impedir os planos do terrível professor, que pretende desestabilizar a paz do mundo.



Dirigido por Guy Ritchie (Snatch - Porcos e Diamantes) e lançado aqui no Brasil em 13 de janeiro de 2012, Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras (Sherlock Holmes: A Game of Shadows), traz o maior detetive de todos os tempos novamente a tela grande. Nesta franquia, Ritchie simplesmente transformou o personagem investigativo criado no final do século XIX por Sir Arthur Conan Doyle num verdadeiro heroi de aventura e ação, diferentemente das suas outras aparições no cinema.



A direção é excelente e repete a fórmula do original de 2009: mantém a alternância entre as cenas de câmera lenta e a velocidade normal nos momentos de ação; continua a apresentar os detalhes durante o acionamento dos dispositivos e mecanismos, bem como, os flashbacks que revelam como Sherlock chegou a esta ou àquela dedução em suas investigações. Os figurinos e cenários de época que retratam, de forma elegante, o fim do século XIX também foram respeitados. A trilha sonora continua empolgante e de qualidade trazendo mais emoção as cenas de ação - também pudera quem a assina é Hans Zimmer o responsável pelas trilhas de Batman Begins e The Dark Knight.



É um filme inteligente e que honra o anterior com sequências bem feitas. Destaque para as cenas do jogo de xadrez e do duelo mental entre Holmes e Moriarty que, além de evidenciar um respeito mútuo entre ambos, traz uma prévia para um inevitável embate físico onde apenas um sairá vencedor. Aliás, a atuação de Robert Downey Jr. como Sherlock Holmes foi ótima e, na sua excentricidade, chega a lembrar o Jack Sparrow de Johnny Depp. E Jared Harris na pele do Professor Moriarty conferiu um vilão a altura do heroi. O filme conta ainda com as belas Rachel McAdams (O Diário de Uma Paixão) e Kelly Reilly, que reprisam seus papeis como Irene Adler e Mary Morstan, respectivamente; e a presença de Stephen Fry (Alice no Pais das Maravilhas) que interpreta Mycroft Holmes - o irmão mais velho de Sherlock, tão inteligente e estranho quanto.



Confesso que ainda não li um único livro sobre o detetive criado por Conan Doyle, mas para aqueles que, assim com eu, não conhecem a obra escrita ou não assistiram as outras incursões do detetive no cinema, este filme é um bom e divertido entretenimento. Vale à pena conferir Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras.