Pesquisar este blog

terça-feira, 15 de março de 2016

9 Livros que ensinam a escrever roteiros para Cinema e TV

Por Fábio da Silva

Para os estudantes de cinema, os amantes da sétima arte, ou mesmo, os já roteiristas, listo a seguir 9 livros que ensinam a arte de escrever cinema e tv. Os títulos ainda são válidos para os aspirantes a escritor, pois ensinam a escrever uma historia bem estruturada: com começo, meio e fim.

STORY
Substância, Estrutura, Estilo e os Princípios da Escrita de Roteiro
de Robert Mckee


Principal obra sobre o assunto publicada nos últimos 20 anos, Robert Mckee foge da mesmice dos manuais de roteiro por tentar abranger toda forma de narrativa audiovisual e não somente o modelo consagrado Hollywoodiano. Escrito de forma simples e concisa, de fácil entendimento, é uma obra iluminadora, mesmo para os roteiristas mais experientes.


A JORNADA DO ESCRITOR
Estruturas míticas para escritores
de Christopher Vogler


O que começou como um memorando interno da Disney acerca de como as idéias de Joseph Campbell podem ser usadas nas narrativas audiovisuais, transformou-se em um dos mais influentes livros sobre roteiros de todos os tempos. Indispensável para quem quiser entender o Monomito Campbelliano, a famosa Jornada do Herói e suas etapas. A segunda edição pode não ser tão bonita quanto a primeira - da Ampersand - mas traz o texto que Vogler revisou e ampliou em 1998.


ROTEIRO - OS FUNDAMENTOS DO ROTEIRISMO
de Syd Field


Apesar do título ter sido lançado anteriormente no Brasil como "Manual do Roteiro", este é um outro texto, pois é baseado numa versão revisada, atualizada e ampliada, publicada nos Estados Unidos em 2005. O da Objetiva era baseado em um de 82. Acho que ilustra dizer que a nova versão tem 110 páginas a mais, mesmo usando uma fonte de corpo menor. A obra de Syd Field, que apresenta a estrutura em três atos com seus pontos de virada, é uma referência obrigatória.


TEORIA E PRÁTICA DO ROTEIRO
Um Guia para escritores de cinema e televisão
de David Howard & Edward Mabley


Baseando-se na obra do dramaturgo Edward Mabley, e complementando com teses e teorias do roteirista e professor Frank Daniel, o discípulo David Howard constrói este abrangente tratado sobre a arte, a técnica e as ferramentas do autor-roteirista de cinema e televisão. A segunda parte é constituída por uma profunda análise de 16 roteiros clássicos do cinema internacional.


ROTEIRO DE CINEMA E TELEVISÃO
A arte e a técnica de imaginar, perceber e narrar uma estória
de Flavio de Campos


Baseado nas teorias dos formalistas russos, o livro de Flavio de Campos é a principal obra sobre roteiro escrita no Brasil nos últimos anos.


DA CRIAÇÃO AO ROTEIRO
de Doc Comparato


Principal clássico da bibliografia sobre roteiros no Brasil, é um título que atravessou fronteiras e é utilizado no mundo inteiro .


MANUAL DE ROTEIRO
Ou Manuel, o primo pobre dos manuais de Cinema & TV
de Leandro Saraiva e Newton Cannito


Agora em nova edição atualizada, o primo pobre dos manuais de roteiro continua sendo muito eficiente e direto.


O PODER DO CLÍMAX
de Luiz Carlos Maciel


"O poder do clímax", de Luiz Carlos Maciel, supre uma lacuna no mercado editorial brasileiro; não existem livros e manuais que ensinem como escrever para cinema e tv. 

O livro fornece diretrizes teóricas e práticas para a construção de um roteiro de cinema e televisão a partir de uma idéia simples - a história deve acontecer em função de um ápice dramático, o clímax. 

O livro aborda desde uma pequena história do pensamento dramatúrgico iniciado por Aristóteles na Grécia Antiga até a análise de teóricos modernos, como Syd Field, Joseph Campbell e Christopher Vogler, não esquecendo o período clássico, quando John Howard Lawson pontificou como intelectual da esquerda americana nos difíceis anos da perseguição macarthista. 


LIÇÕES DE ROTEIRISTAS
Roteiristas falam sobre seus filmes mais importantes.
de Kevin Conroy Scott


Uma extraordinária coletânea de entrevistas com 21 dos mais importantes roteiristas da atualidade, tanto de Hollywood quanto dos estúdios europeus. O leitor penetrará nos bastidores de filmes como O silêncio dos inocentes e Três reis através de textos leves, que divertem e informam.